O PROBLEMA (II) – Políticas de avaliação científica no brasil de agora: Tendências e controvérsias em torno do fator de impacto

Maycon Lopes
Universidade Federal da Bahia

ORCID iD: https://orcid.org/0000-0002-0081-3883

DOI: https:/doi.org/10.48006/2358-0097-6211

Publicado em 10 de fevereiro de 2021
First published: 10 Feb 2021

Edição | Issue

v6, n1-2, 2020

Referências / References

BARATA, Rita. 2016. “Dez coisas que você deveria saber sobre o Qualis”. Revista Brasileira de Pós-Graduação 13(30): 13-40.

BARREIRA, Irlys; CÔRTES, Soraya; LIMA, Jacob Carlos. 2018. “A sociologia fora do eixo: diversidades regionais e campo da pós-graduação no Brasil”. Revista Brasileira de Sociologia 6(13): 76-103.

BOTELHO, Nara Macedo; TEIXEIRA, Renan Kleber Costa; YAMAKI, Vitor Nagai. 2012. “Valorize a pesquisa brasileira: cite os periódicos científicos nacionais”. Revista Paraense de Medicina 26(3): 5-6.

BRENNEIS, Don. 2009. “Anthropology in and of the academy: globalization, assessment and our field’s future”. Social Anthropology 17(3): 261-275.

BRIGHENTI, Andrea Mubi. 2018. “The Social Life of Measures: Conceptualizing Measure–Value Environments”. Theory, Culture & Society 35(1): 23-44.

BRINGEL, Breno. “Desafios para os periódicos de Ciências Sociais no Brasil: cenários, atores e políticas”. 2015. Revista Pensata 4(2): 53-64.

CABRAL FILHO, José Eulálio. 2009. “Desafios do novo Qualis para a pós-graduação e o periodismo científico brasileiros”. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil 9(1): 9.

CABRAL FILHO, José Eulálio. 2010. “O Qualis CAPES e além”. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil 10(4): 403-404.

CADERNOS DE SAÚDE PÚBLICA et al. 2019. “Contribuições ao debate sobre a avaliação da produção científica no Brasil”. Cadernos de Saúde Pública 35(10): 1-4.

CAMARGO JR., Kenneth. 2013. Produção científica: avaliação da qualidade ou ficção contábil? Cadernos de Saúde Pública 29(9): 1707-1730.

CAMPOS, José Nilson B. 2010. “Qualis periódicos: conceitos e práticas nas Engenharias I”. Revista Brasileira de Pós-Graduação 7(14): 477-503.

CAMPOS, Luiz Augusto. 2020. “Qualis, para que te quero?”. Novos Debates 6(1-2).

CRESPI, Tatiane Baseggio et al. 2017. “Novo Qualis: Impacto na Avaliação da Produção Intelectual dos Pesquisadores em Administração”. Revista de Ciências da Admistração 19(47): 131-147. 

FELDMAN-BIANCO, Bela. 2018. “A Expansão da Pós-Graduação em Antropologia: Alcances e Desafios”. In: SIMÃO, Daniel Schroeder; FELDMAN-BIANCO, Bela (Orgs.). O Campo da Antropologia no Brasil: Retrospectiva, Alcances e Desafios. Rio de Janeiro: ABA.p. 29-56. 

FERNÁNDEZ-SOLA, Cayetano et al. 2011. “Factor de impacto de revistas: ¿amenaza u oportunidad?”. Aquichan 11(3): 245-255.

GASTALDO, Denise; BOSI, María Lucía. 2010. “¿Qué significa tener impacto? Los efectos de las políticas de productividad científica en el área de la salud”. Enfermería Clínica 20(3): 145-146.  

INGOLD, Tim. 2016. “Tim Ingold on the Future of Academic Publishing”. Allegra Lab [Online]. Disponível em: <http://allegralaboratory.net/interview-tim-ingold-on-thefuture-of-academic-publishing/>. Acesso em: 28 out. 2020.

IVO, Anete B. L. 2020. “As Revistas Acadêmicas em Ciências Sociais: Antinomias entre conhecimento e norma (métricas)”. Novos Debates 6(1-2).

LAMONT, Michéle. 2012. “Toward a Comparative Sociology of Valuation and Evaluation”. Annual Review of Sociology 38(1): 201-221.

LEITE, João Pereira. 2010. “O novo QUALIS e a avaliação dos Programas de Pós-Graduação na área médica: mitos e realidade”. Revista Brasileira de Psiquiatria 32(2): 103-105.

LIMA, Jacob Carlos. 2020. “A Capes e avaliação da pós-graduação: considerações a partir das ciências sociais”. Novos Debates 6(1-2).

MACHADO, Lia Zanotta. 2018. “A Antropologia Brasileira: Um triplo itinerário”. In: Simião, Daniel Schhroeter; Feldman-Bianco, Bela. (Orgs.). In: SIMÃO, Daniel Schroeder; FELDMAN-BIANCO, Bela (Orgs.). O Campo da Antropologia no Brasil: Retrospectiva, Alcances e Desafios. Rio de Janeiro: ABA. p. 285-309.

MARQUES, Ivan da Costa. 2020. “Dispositivos de conhecimento, conceito narrativo do ser e avaliação da pós-graduação no Brasil”. In: NEVES, Fabrício; FONSECA, Paulo (Orgs.). Tramas epistêmicas e ambientais: Contribuições dos Estudos em Ciência, Tecnologia e Sociedade. Rio de Janeiro: 7Letras. p. 213-227.

MARTINOVICH, Viviana. 2020. Indicadores de Citación y Relevancia Científica: Genealogía de una Representación. Dados 63(2): 1-29.

MASSINI-CAGLIARI, Gladis. 2012. “Identidade das Ciências Humanas e métricas de avaliação: Qualis periódicos e classificação de livros”. Revista Brasileira de Pós-Graduação 9(18): 755-778.

MCMANUS; Concepta; NEVES, Abilio Afonso Baeta. 2020. “Production profiles in Brazilian Science, with special attention to social sciences and humanities”. Scientometrics 123: 1-23.

MUGNANI, Rogerio. 2015. “Ciclo avaliativo de periódicos no Brasil: caminho virtuoso ou colcha de retalhos?”. In: Anais do Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, 16., 2015, João Pessoa.

PACKER, Abel; MENEGHINI, Rogerio. 2007. “Learning to communicate science in developing countries”. Interciencia 32(9): 643-647.

PEREZ, Olivia Cristina. 2020. “O Novo Qualis Periódicos: Possíveis diretrizes, impactos e resistências”. Novos Debates 6(1-2).

RIZZOTTO, Maria Lucia Frizon; COSTA, Ana Maria; LOBATO, Lenaura de Vasconcelos Costa. 2019. “Os novos critérios da Capes para classificação dos periódicos e a repercussão no campo da saúde coletiva”. Saúde em Debate 43(122): 649-652.

ROCHA E SILVA, Maurício. 2010. “Qualis 2011-2013 – os três erres”. Clinics 65(10): 935-936.

SANTOS, Jean Carlos Ferreira dos; FRIGERI, Mônica; MONTEIRO, Marko Synésio Alves. 2015. Reflexões sobre o sistema de avaliação e classificação dos periódicos científicos brasileiros. Revista Pensata, v. 4, n. 2, p. 32-43.

STENGERS, Isabelle. 2002. A invenção das ciências modernas. São Paulo: Editora 34.

_____. 2018. Another Science is Possible: a Manifesto for Slow Science. Cambridge: Polity Press.

VOGUEL, Michely Jabala Mamede. 2017. Uso de Indicadores Bibliométricos na Avaliação da CAPES: o Qualis Periódicos. In: Anais do Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, 18., 2017, Marília. Anais… Marília.